ÁREA: 618,6 km
DENSIDADE DEMOGRÁFICA: 16,8 hab/km
ALTITUDE: 741 metros
ANO DE INSTALAÇÃO: 1773
DISTÂNCIA DE SÃO PAULO – CAPITAL: 165 km
MICRO REGIÃO: Paraibuna/Paraitinga
MESO REGIÃO: Vale do Paraíba/SP

 

São Luiz do Paraitinga, berço natal do médico sanitarista Oswaldo Cruz (1872-1917), do geógrafo Aziz NacibAb’Saber (1924-2012) e do maestro e compositor Elpídio dos Santos (1909-1970), localiza-se no topo da Serra do Mar, a meio caminho entre Taubaté e Ubatuba. Foi fundada oficialmente em 2 de maio de 1769 e deve seu nome ao padroeiro, São Luiz, e ao rio Paraitinga, que serpenteia a cidade charmosamente e onde havia, à época, um entreposto utilizado pelos Bandeirantes.

Quando no sec. XIX sobreveio o período áureo do café, a economia da região, devido a sua situação geográfica, floresceu e prosperou.

Foi neste momento de opulência que um importante conjunto arquitetônico se ergueu, vindo a somar-se às antigas construções de casas baixas já existentes.

Janelas tipo “guilhotina” e portas com bandeiras de ferro trabalhado representam o modo de vida dos moradores mais ricos da São Luiz do século XIX.

Localizados principalmente na Praça Oswaldo Cruz, Rua Barão do Paraitinga, Rua Cel. Domingues de Castro e Rua Mons. Ignácio Gióia,

1/13

São Luiz do Paraitinga

os casarões construídos com alvenaria de tijolo e/ou pedra assentados com argamassa de barro, pau-a-pique e taipa, contrastam com as casas térreas da Rua do Carvalho e do Largo do Rosário, onde viviam as famílias menos abastadas e eram feitas de pau-a-pique.

São Luiz do Paraitinga é uma festa para os olhos e alegria para a alma; terra de lindas construções, povo musical e hospitaleiro, tendo clima bem marcado: o verão é fresco e o inverno, muito frio.

São Luiz do Paraitinga: a cidade secular das mil festas e seu patrimônio imaterial.

A beleza arquitetônica e a riqueza das tradições e da cultura são elementos que se entrelaçam em São Luiz do Paraitinga. A identidade da população está ancorada em seus admiráveis costumes populares.

Famosa por ser o último reduto caipira do Estado de São Paulo e por preservar com vigor suas tradições, São Luiz do Paraitinga celebra com muita propriedade suas festas religiosas, enfeitando-as com catiras, danças de fitas, do balaio, de São Gonçalo, do sabão, moçambiques, congadas, folguedos, serestas. Neste contexto também se inserem as pastorinhas, as folias de Reis e do Divino, as brincadeiras de rua, os bonecões gigantes, as histórias incríveis do Saci Pererê, da mula sem cabeça, do corpo seco e um sem-fim de lendas e mitos transmitidos de geração em geração, desafiando séculos e séculos de informações técnicas cada vez mais aprimoradas.

As principais celebrações populares religiosas são: Semana Santa, Festa de São Benedito, Festa do Divino, Corpus Christi, Festa de São Luiz de Tolosa, Festa de Nossa Senhora das Mercês e Festa de Santa Cecília.

Fotos Antigas

1/18

Cidade das 1000 Festas

1/8

Enchente 2010

1/30
AMI SLP
Criado por Viva Produções Culturais em março de 2020
013